domingo, 17 de outubro de 2010

Estou tão viciada em você
pois cada vez que olho 
tua face  não existo
parece uma música sincronizada 
em ritmo perfeito.

O timbre da tua voz me enlouquece
Agora vc vai embora 
não vou suportar 
a abstinência do teu ar
volta e devolva minha vida.

2 comentários:

mary disse...

lindo seu poema viu?!

joicynha disse...

fofo!amei! ele é muito simples!